quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Estónia

Para não correr riscos fui à biblioteca de Helsínquia para usar a internet (grátis) e reservar 2 noites em Tallin numa qualquer hostel. Tudo cheio para a segunda noite. Algum engano informático!… Lá, haveria de arranjar alguma coisa. Marquei só a primeira noite. A segunda até era quase um desperdício… teria que me levantar muito cedo pois o ferry partia de lá às 8h da manhã e teria que estar no porto com bastante antecedência para fazer o check-in.

Tallin

A Cidade Velha de Tallin é como um museu da arquitectura medieval, em que se destacam monumentos como a Câmara Municipal, estilo gótico tardio; a igreja de São Olaf, do séc. XII, a mais alta da Europa Medieval; o Castelo de Toompea, de 1299, onde hoje se encontra o Parlamento Estónio. A Farmácia Municipal Raeapteek é uma das mais antigas da Europa e que ainda funciona como tal, desde 1422.

Igreja St Olaf

Câmara Municipal, Farmácia Raeapteek

Tallin

Passeava eu pelas ruas de Tallin quando começa a chover a potes. Com a minha capa plástica enfiada cabeça abaixo dirijo-me para o museu. Naquele passeio estreito uma ‘fulana’ de chapéu aberto barrava-me o caminho. Levantei a cabeça para ver se ela se desviava. Ela levantou o chapéu. Era uma amiga lá da terra que não via há anos! Viajar tem destas coisas… (Um abraço, Cristina!)

Castelo de Toompea
Parlamento, Stethia e Mike

Na primeira noite, na hostel, conheci a Stethia e o Mike, americanos. Andavam a dar a volta ao mundo quase há um ano. Falaram-me das Ilhas Lofoten, na Noruega, onde haviam estado e que também decidi visitar nesta viagem. Visitariam ainda Espanha e Portugal. Dois meses depois recebi-os em minha casa.

Catedral Ortodoxa A. Nevsky

À vinda, no porto de Helsínquia, dirigi-me ao tal senhor que, embora gaguejando, falava português. Pedi o bilhete de ida e volta para Tallin, no ferry. “A ssssenhooorita querrrrrrr doooormirrrrrrr aaaaaaaa ssssssegggunda noite no feeerrrrrrry?”. COMO??? Não percebi (estarei a perceber bem???). Pois era! O ferry ficava no porto de Tallin durante a noite para partir ao outro dia de manhã… de modo que era possível dormir no ferry. Resolvido o problema da estadia e não tive que me levantar cedo. Foi só acordar pouco antes da hora da chegada a Helsínquia.

Porto de Tallin

Este ano, de 2009, atravessei a Estónia de autocarro a caminho da Rússia.

Sem comentários:

Enviar um comentário